Quem Sou

Sou formado em Letras - Português e Inglês, no entanto minha área de atuação é o jornalismo. Sou um homem das comunicações, mas acho que isso todos somos, afinal, quem não se comunica? Somos seres comunicativos e a comunicação nos faz ser o que somos. Somente alcançamos o topo da cadeia evolutiva porque aprendemos nos comunicar de maneira mais completa, rápida e eficaz que nossos concorrentes. A comunicação é a alma de todo o processo evolutivo.

Nasci em Redentora, Rio Grande do Sul, em 08 de dezembro de 1987. Diz minha mãe que era uma madrugada quente, como tem que ser as madrugadas de dezembro. Após meu nascimento, no acanhado Hospital Santa Rita de Cássia, uma chuva leve e refrescante caiu mansamente, molhando o chão e levantando o cheiro de terra molhada das ruas, que naquela época, eram, em boa parte, ainda de chão batido.

Sou locutor de rádio desde os 14 anos. Apaixonado pela locução e pelo rádio tornei-me jornalista, profissão que milito e com a qual sustento a minha família. Com essa profissão passei pelas rádios Nova FM de Redentora, onde fui diretor, Progresso de Ijuí, Planeta de Miraguaí, Alto Uruguaí de Três Passos e Província de Tenente Portela, sendo que é através dos microfones dessa última que empresto a minha voz para a informação, publicidade e interatividade neste canto do mundo.

Pelo e por causa do Rádio entrevistei grandes parte dos políticos gaúchos relevantes dos últimos 15 anos. Entrevistei personalidades e pessoas comuns. Contei histórias felizes e tristes e sigo escrevendo e contando a minha própria história.

Desde garotinho tive uma paixão: a leitura. É estranho, porque é um hábito que não herdei de família, não recebi incentivo exagerado de ninguém, nem me espelhei em quem quer que seja. Descobri a leitura e com ela que poderia ser mais livre do que qualquer homem jamais foi; e a liberdade é a maior riqueza que podemos ter.

Por causa da minha paixão pelas letras estou cursando Português e Inglês, graduação que devo finalizar no final desse ano e por causa dela me tornei escritor e assim já lancei quatro livros: O primeiro suspiro de um poeta insano, 2011; A Torre, 2013; O Amar e o pensar do poeta insano, 2013, Crônicas Provincianas, 2018. Reconheço, nenhum dele é um grande primor e espero algum dia, escrever algo pelo qual possa ficar minimante em alguma lembrança quando me for.