Por trás da eleição do Nata em Tenente Portela

10/12/2019

Nata pode estar na eminência de trocar de legenda
Nata pode estar na eminência de trocar de legenda

Na noite desta segunda-feira o vereador do PDT, Natanael Diniz de Campos, o Nata, foi eleito presidente da Câmara de Vereadores para o ano que vêm.

Nata virou titular da cadeira depois da renúncia forçada do vereador do PP, Ibe Furini. O vereador chegou à casa para reforçar a bancada do partido do prefeito, Clairton Carboni, que até então tinha apenas um edil na atual legislatura: Luis Claudir dos Santos.

Para se eleger, Nata, conseguiu apenas os votos da oposição: Além do seu próprio, votaram nele os MDBistas João Antônio Gheller, Rosângela Fornari, Odilo Gabriel e Itomar Ortolan, além do petista Tiago Fuck.

A situação, neste caso, Salete Sala, PSDB, Luis Claudir, PDT e Cristiane Feyth, PP, votaram em Salete Sala.

A explicação para o MDB ter eleito um vereador do partido do prefeito para presidência da casa no ano de 2020, que é ano eleitoral, pode estar escondida em um boato que corre nos bastidores de que Nata estaria deixando o PDT, depois de um desacerto com o prefeito Carboni.

A janela para a troca de partidos abre em março e neste período ele migraria para uma nova legenda, que poderia ser inclusive o MDB.

Antes de assumir a titularidade da Câmara, Nata era diretor da Rádio Municipal.

Se essa troca de partido não acontecer, o MDB de Tenente Portela, terá apenas colocado um adversário, aliado do atual prefeito que vai à reeleição, provavelmente contra o MDB,  no cargo máximo da casa em um ano eleitoral.