E se você estivesse morrendo?

09/07/2020

Se imagine na seguinte situação: você está sentado em um consultório médico, sozinho, olhando para o vazio e tentando digerir a notícia que você acabou de receber: você vai morrer e tem apenas alguns meses de vida.

O que estaria passando pela sua cabeça naquele momento? Talvez o medo? Sim, o medo de morrer é algo que faz parte da nossa natureza, afinal, por mais que a humanidade evolua e a ciência progrida a morte ainda é um mistério.

Talvez você pense nas pessoas que você ama. Nos seus filhos, marido, esposa, mãe, pai, irmão, amigos. O ser humano não nasceu para ser sozinho, então por mais que fuja da sua natureza sempre haverá alguém na sua vida. Ali sentado, naquele consultório, talvez você pense em como eles ficariam sem você? Será que vão sentir a sua falta? Será que as pessoas que dependem de você, vão conseguir viver sozinhos?

Pode ser que ali sentado, com aquela angustia de saber que você vai morrer, a sua cabeça esteja navegando pelo mar de erros que você cometeu ao longo da vida. Quantas bobagens evitáveis você cometeu? Quantas vezes foi injusto? Quantas vezes tomou o caminho que você sabia que não era o certo? E mais importante, quantas vezes você assumiu suas falhas?

Bom, a boa notícia é que você não está nesse consultório médico. A má notícia é que você vai morrer. Talvez hoje, talvez amanhã, talvez daqui a 50 ou 100 anos, mas a morte é inevitável e você não precisa de nenhuma má notícia para pensar nos seus medos, amores e erros.

Agora, neste exato momento, você pode identificar quais são os medos que te impedem de ir além, que te seguram no chão e que matam a sua capacidade de crescer. É no agora que você tem a oportunidade de dizer para quem você ama o quanto ele é importante para ti e fazer com que aqueles que dependem de você aprendam a voar sozinhos. É no hoje que você tem a oportunidade de assumir a responsabilidade, reparar os seus erros e promover a justiça.

É hoje, o agora, que pode fazer a diferença na sua vida. Não perca mais tempo, pois o amanhã, o depois, pode ser muito tarde. Não espere para mais para ser feliz e busque agora as ferramentas que vão fazer de você uma pessoa melhor.