A presidência do Brasil é um fracasso

04/06/2020

O presidencialismo brasileiro é falho. Não sei dizer se a solução seria partirmos para um parlamentarismo ou ajustar o sistema de escolha e da divisão de poderes que estão sob a égide da cadeira presidencial, mas é fato, e concluo, sem medo de errar, que nosso atual sistema está fracassado.
Sustento meu argumento na história. Você sabia que desde o início da República tivemos 36 presidentes e que destes apenas um terço foi eleito diretamente pelo voto do povo e terminou o mandato?

Se descartarmos a Velha República e passarmos a contar a partir de 1926, tivemos 25 presidentes e apenas 5 foram eleitos pelo voto popular e permaneceram no cargo até o fim.

Em 1930 Júlio Prestes foi eleito e não chegou a assumir o cargo. Sofreu um golpe de Getúlio Vargas que assumiu, derrubando Washington Luis e ficou até 1945. Em 1946 se elegeu Eurico Gaspar Dutra, que permaneceu no cargo até 1951, terminando seu mandato e então entregou novamente para o então eleito Getúlio, que como você sabe, se suicidou em 1954.

O próximo eleito foi JK em 1956, outro que seguiu no cargo até o fim. Ele construiu Brasília. Então os brasileiros escolheram em 1961 Jânio Quadros que renunciou e entregou ao vice Jango que caiu diante do golpe militar.
Voltamos a ter um presidente eleito apenas em 1990. Collor, que caiu no meio do caminho e deixou o mandato pro seu vice Itamar Franco.

A partir de 1994 com a eleição de FHC tivemos presidentes que esquentaram a cadeira com as sequências de Lula por dois mandatos e Dilma por um. Se por um lado a primeira mulher brasileira a se tornar presidente entra na lista daqueles que concluíram um mandato, no caso seu primeiro, também entra na lista dos tirados do cargo por impeachment ou revolução junto com Washington Luís, Júlio Prestes, Getúlio Vargas, Carlos Luz, João Goulart e Fernando Collor.

Notou? Eu resumo: desde 1926, somente Eurico Gaspar Dutra, Juscelino Kubitschek, Lula, FHC e Dilma foram eleitos e concluíram seus mandatos. Os demais não chegaram ao fim ou não foram eleitos pelo voto direto.

É simples, por aqui, neste jogo impiedoso de interesses, o sistema presidencialista já nasceu fracassado.